Como fazer uma leitura de maneira prática e criativa?
Share



Como tenho postado em meu Facebook os livros que estou lendo, comecei a conversar com meus seguidores sobre vários assuntos nesse campo, daí surgiram perguntas sobre como eu faço minhas leituras. Às vezes a gente tem certos hábitos que parecem tão óbvios e são tão naturais do nosso jeito de funcionar, que sem pensar já responde: “ah, normal, leio como todo mundo”. Mas recentemente consegui terminar um livro inteiro em uma sentada, numa manhã de sábado. Criei um jeito interessante de fazer aquela leitura, então fiquei refletindo que o esquema que criei pode ser útil para mais gente – e só é óbvio para mim, que vou criando fluxos assim naturalmente. Por isso, decidi compartilhar com você como fiz essa leitura, quem sabe inspira suas próximas jornadas por aí e você cria novos fluxos que funcionem melhor para você? Quando colocar em prática, me conta?

1. Os materiais

– Post-its quadrados em duas cores: percebi duas categorias de informações que eu queria registrar a partir da leitura, falo delas daqui a pouco.

– Post-its para marcar: adoro esses post-its, sempre me acompanham em minhas leituras. Eles substituem a caneta marca-texto e ainda servem para sinalizar alguma página que você queira retornar depois.

– Lápis + borracha: acho melhor do que caneta nessas horas, porque posso escrever e apagar se mudar de ideia.

– Marcador de livro: esse é exclusivo! São tópicos do meu e-book “21 dicas para reinventar sua vida profissional” – quer ganhar o e-book? É só cadastrar aqui ó.

 

2. Começando a leitura

 

O livro que li foi o “Pinterest e Marketing: o guia completo para incrementar seu negócio na rede social”, de Beth Hayden. Ele é super prático, cheio de exemplos reais de como usar essa rede social para se comunicar com seus clientes de maneira inspiradora. Gostei bastante e já estou começando a implementar, em meu Pinterest, algumas das muitas ideias que tive. Faça uma visitinha lá e pine também! ; )

Nesse livro, notei que tinham duas coisas que eu queria registrar:

– Notas sobre o conteúdo concreto do livro;

– Ideias que eu fui tendo e queria organizar para depois retomar.

Eu poderia anotar tudo junto, como já fiz várias vezes? Sim. Mas sei que quando as coisas se misturam, acabo não retornando à alguma ideia que tive, ela acaba ficando perdida entre as outras anotações.

Adorei fazer a leitura assim, ficou mais dinâmica e divertida. Ter um espaço exclusivo para as ideias parece ter liberado minha criatividade.

 

3. Organizando as anotações

Depois de terminada a leitura, eu estava ali com vários post-its cheios de amor pra dar. Como organizar? No meu caderno que uso como Agenda de Conteúdo (onde registro ideias de textos, serviços, pautas) colei as notas organizando de acordo com aquelas categorias.

Criei uma área para colocar o que anotei sobre conteúdo do livro (em amarelo) e outra para colocar as ideias que tive (em azul).

O resultado foi uma leitura agradável, focada, observei que, por conta do pequeno espaço do post-it, acabei fazendo registros mais sucintos e pegando o espírito das mensagens com poucas palavras. Outra: meus registros ficaram organizados e acessíveis, tanto que pude explorar facilmente uma outra ideia que tive…

Quero fazer registros diferentes e compartilháveis, a partir das minhas leituras, dos temas e assuntos que me interessam e que podem interessar a vocês também. Como próximo passo da minha leitura, eu gerei um…

4. Mapa de ideias

Registrei as principais reflexões que fiz a partir da leitura e dos meus registros, através de um mapa de ideias. Você pode fazer isso também, do seu jeito: com desenhos, recortes, palavras-chave. É como um resumo, mas por ser mais visual e criativo, ganha mais alma e diversão! Além de acessar outras áreas de nosso cérebro que integram o nosso aprendizado.

De quebra, assim ainda posso compartilhar com mais pessoas essa página de sketchnote e inspirar quem nem fez a leitura a pensar sobre temas que possam fazer diferença em sua vida, em seu trabalho, em sua forma de pensar e fazer as coisas. Gostou da ideia?

Quer apoio para colocar em prática esse mapa de comunicação da sua marca? Eu posso ajudar você.

Agora é com você: registre aí que ideias e insights você teve a partir dessa nossa conversa. E se quiser compartilhar, me marque no instagram para eu ir lá conferir – @julianaggarcia

Vamos seguir a conversa aqui nos comentários?

Comentários