Viva fazendo o que você ama
Share



Faça o que você ama. Eu poderia terminar por aqui, porque essa já é a mensagem que eu quero lhe transmitir. Os parágrafos daqui por diante vão falar disso. Bem, se você continuou lendo até aqui, imagino que você queira um pouco mais. Talvez você esteja buscando algo que lhe inspire, um incentivo para você apostar na vida que sempre sonhou. Sim, porque falar de fazer o que se ama é falar de realizar sonhos!

Certa vez, uma frase simplesmente invadiu meu dia. Era a citação de um líder espiritual chamado Sri Prem Baba (apesar do nome diferentão, sabia que ele é brasileiro?): “Somente quando dermos ao mundo os talentos que trouxemos conosco é que teremos cumprido nosso propósito de vida”. Essa frase me impactou, como se tocasse em fibras profundas dentro de mim. Algumas palavras nos chegam assim de vez em quando, não é verdade? Costumo acreditar que nesses momentos mágicos nos conectamos com nossa alma, no sentido mais pleno que você puder pensar. Esses momentos de despertar são especiais.

A tal frase impactante primeiro trata dos nossos talentos. Fazendo um paralelo com a língua inglesa, nela a palavra usada para definir “talento” é a mesma para nomear “presente”: gift. Interessante pensar em talento como um presente, porque é algo que temos tão naturalmente que parece mesmo ter sido oferecido como um presente. É algo que flui espontaneamente em nós, antes mesmo que alguém pudesse nos ensinar. É você em seu melhor dia, quando todo o seu potencial flui.

Enquanto escrevo esse artigo, ouço Michael Bublé cantando Home. Bem, por mais que a música (na voz deliciosa de Bublé, é bom ressaltar!) fale de um amor distante, ela aponta nas entrelinhas como nos sentimos quando estamos com quem amamos: em casa. Estar com quem se ama e fazer o que se ama é se sentir em casa. Isso é seguir o nosso propósito de vida – que é o segundo aspecto na mensagem do líder espiritual brasileiro. Para que estou nesse mundo? Pelo que vale a pena levantar todas as manhãs? Isso lança luz sobre a importância que posso ter ao ser a minha versão mais autêntica no mundo.

Foque-se nessa autenticidade, nessa verdade essencial e você encontrará o que verdadeiramente faz seus olhos brilharem. Fazer o que se ama é levar esse brilho para tudo que você realiza. O amor é que acende a chama do ânimo, da persistência, da motivação, da criatividade. Não espere um dia específico chegar, uma determinada condição aparecer, para, só então, seguir o que você ama. Opte agora pelo amor e haja o que houver, você vai encontrar os recursos e as condições. Se não houver caminhos, você os abrirá. Se não houver respostas claras, você fará as perguntas certas, porque essa chama vai lhe manter firme e ao mesmo tempo vibrante!

– Em breve, vou compartilhar mais reflexões e dicas sobre esse tema. Mas para isso, quero lhe ouvir: o que você gostaria de ver sobre {fazer o que se ama}? Quais são suas dúvidas, impasses e até descobertas? Compartilhe comigo para que eu possa compartilhar aqui o conteúdo que realmente lhe interesse e possa causar impacto profundo para sua transformação.

Imagem: Deviant Art


Por Juliana Garcia

Master coach, psicodramatista, especialista em desenvolvimento pessoal e profissional. Apoia as pessoas a viverem fazendo aquilo que amam, através da descoberta de seus talentos e o desenho de um planejamento concreto de ações.

Cadastre-se na newsletter e receba informações e inspirações, em primeira mão!

 

 

Comentários